sábado, 11 de abril de 2015

II Domingo de Páscoa - Acredita

Do Coração de Jesus ao Coração do Mundo!

Preparando o Ambiente – Celebração da Páscoa na catequese. Coloque uma vela ou círio, acesa, próximo ao coração. Prepare as sete chaves antecipadamente. A Celebração da Páscoa será o momento de oração do I Domingo de Páscoa. Símbolos Pascais, o coração no centro.  Esta celebração pode ser feita no segundo horário, ao invés de ser no início. Precisamos de 2 Anjos, Jesus Cristo ressuscitado (vestido de branco), Maria Madalena e os dois discípulos, Pedro e João. Tomé fica a parte. Um grupo de discípulos sentados no chão de um outro lado. Panos brancos dobrados e colocados no pé do altar onde está o coração. 

Ressurreição do Senhor – Anuncia
1º Momento - O Pai bondoso acolhe seus filhos no colo com Amor
Acolhida: Celebrar a Páscoa e fazer memória da paixão, morte e ressurreição de Cristo - é testemunhar nossa fé na vida, na vitória do bem. Por isso convidamos vocês para juntos entoarmos cantos alegres, celebrando a vitória do Salvador. Não é só celebrar, também somos convidados a testemunhar nossa fé por meio da prática do amor, da fraternidade, da solidariedade. Durante a quaresma fizemos um propósito de mudar de vida.Agora com a ressurreição de Cristo somos convidados adar um sentido novo a nossa vida, que seja marcada pelo otimismo, pela alegria, pelo compromisso de amor a Deus e aos irmãos e pelo discipulado cristão.
Abertura: Hoje vamos abrir duas portas. Abriremos a última porta para adentrarmos o coração de Jesus. Nesta porta está o segredo da felicidade. Depois abriremos a segunda que nos levará a espalhar esta felicidade no mundo. (Dramatizar a ressurreição do Senhor.)
Oração Inicial: As crianças devem persignar-se com o auxílio dos catequistas. 
Catequistas.: Repitam comigo. Alegremo-nos todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia! Com esses sentimentos, queremos celebrar a nossa Páscoa. A nossa vida agora é só ALEGRIA. Vejamos as palavras chaves que já utilizamos: (Relembrar as palavras) Para que a nossa ALEGRIA seja completa precisamos da última chave. Sabe quem vai nos dar a última chave? O Próprio Jesus.
Oração Catequistas: Senhor nosso Deus, que pelo vosso Espírito ressuscitastes o vosso Filho, nós Vos pedimos: não deixeis de nos assistir com a força desse mesmo Espírito Santo, para que, ressuscitados como homens novos, saibamos testemunhar Cristo, vivo e atuante no mundo. Ele que é Deus convosco, na unidade do Espírito Santo. 
Oração Crianças.: Ó Deus de grande misericórdia e bondade infinita. Eis que hoje venho suplicar pela Vossa misericórdia as graças necessárias para mim e meus familiares: Jesus Ressuscitado rolai as pedras do meu caminho para que eu possa anunciar a BOA NOVA da vossa ressurreição. Amém.
 Todos: Alegremo-nos todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia!

Ressurreição do Senhor – Acredita Jo 20,19-29
Narrador.:  Era o primeiro dia da semana. Ao anoitecer desse dia, estando fechadas as portas do lugar onde se achavam os discípulos por medo das autoridades dos judeus, Jesus entrou. Ficou no meio deles e disse:
Jesus.: A paz esteja com vocês.
Narrador.:  Dizendo isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos ficaram contentes por ver o Senhor. Jesus disse de novo para eles:
Jesus.: A paz esteja com vocês. Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês.
Narrador.:  Tendo falado isso, Jesus soprou sobre eles, dizendo: Recebam o Espírito Santo.  Os pecados daqueles que vocês perdoarem, serão perdoados. Os pecados daqueles que vocês não perdoarem, não serão perdoados.
(Jesus sai, entra Tomé e os outros contam para ele)
Discípulo.: Nós vimos o Senhor.
Tomé.: Se eu não vir a marca dos pregos nas mãos de Jesus, se eu não colocar o meu dedo na marca dos pregos, e se eu não colocar a minha mão no lado dele, eu não acreditarei.
(Jesus entra sem que eles percebam e diz primeiro para todos, depois para Tomé)
Jesus.: A paz esteja com vocês. Estenda aqui o seu dedo e veja as minhas mãos. Estenda a sua mão e toque o meu lado. Não seja incrédulo, mas tenha fé.
Tomé.: Meu Senhor e meu Deus!
Jesus.: Você acreditou porque viu? Felizes os que acreditaram sem ter visto.

Abertura da Porta

Catequistas.: Crianças,  a alegria que sentimos hoje, pela ressurreição de Jesus deve permanecer para sempre no nosso coração. Não foi apenas hoje que Jesus ressuscitou, mas, toda vez que você melhora a sua vida, a vida de seus familiares e amigos, vivendo um amor descomprometido, sem interesses, a não ser no bem estar do outro, é Jesus ressuscitando no seu coração. Não duvide nunca do Amor que Jesus tem por você. Assim como os apóstolos digamos sempre: “Senhor, aumentai a nossa fé” (Lc.17,5). Acreditar na presença real de Jesus vivo, transubstancial na Sagrada Eucaristia e viver esta fé é a alegria do verdadeiro cristão.
(Abrir a porta “ACREDITAR”.)
Crianças.: Vem Senhor Jesus, toma conta do nosso coração para que acreditemos sempre no seu amor por nós. Ainda temos um coração puro e queremos que continue assim. Senhor, toma conta do nosso coração.

Catequistas.: Devemos Partilhar a fé, como uma verdadeira chave, que abre no coração a porta da alegria. Procuremos levar esta chave todas as pessoas, para que também eles, possam conhecer Jesus e façam parte do seu Reino de Amor.
Crianças.: Senhor, fazei de nós um instrumento de vossa paz e do vosso amor. Toma conta de nossa boca, para que saibamos Evangelizar, apesar de tão pequenos. Queremos ser também seus discípulos, não como Tomé, que duvida, más como Maria que não se cansa de anunciar a sua ressurreição.
Catequistas.: O Evangelho nos convida a abraçar o desejo do encontro com o irmão, a troca de aprendizagem e a vontade de que todos sejam discípulos de Jesus. “Alegra-te por não estares sozinho na fé. Une o teu coração a tantos outros que chamam a Deus Pai e a Cristo de irmão. Sente a união que pode existir em nós”. Bendiga a Deus Pai Criador por tantas maravilhas.
Crianças.: Senhor que a Sua Ressurreição aproxime os nossos corações a ponto de serem um como o Vosso coração é Um com Deus Pai.
Catequistas.: Obras do Senhor, bendizei o Senhor, louvai-O e exaltai-O para sempre. Céus, bendizei o Senhor, Anjos do Senhor, bendizei o Senhor.
Crianças.: Sol e lua, bendizei o Senhor,  estrelas do céu, bendizei o Senhor. Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor, todos os ventos, bendizei o Senhor.
    Todos.: Bendiga a terra o Senhor, louve-O e exalte-O para sempre.
Catequistas.: Montes e colinas, bendizei o Senhor,
tudo o que germina na terra bendiga o Senhor.
Crianças.: Animais e rebanhos, bendizei o Senhor, homens, bendizei o Senhor.
  Todos.: Bendiga Israel o Senhor, Louve-O e exalte-O para sempre.
Catequistas.: Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor, servos do Senhor, bendizei o Senhor.
Crianças.: santos e humildes de coração, bendizei o Senhor. Louvai-O e exaltai-O para sempre.
  Todos.: Bendigamos o Pai, o Filho e o Espírito Santo;
Catequistas.: louvemo-l’O e exaltemo-l’O para sempre.
Todos.: Bendito sejais, Senhor, no firmamento dos céus, a Vós o louvor e a glória para sempre.
Crianças:. Ó que alegria! Hoje é o dia. Dia de meditar, de buscar, de agradecer, de plantar a paz. Dia de oração!!! De abrir as mãos, de abrir os braços e abraçar o irmão. Dia de recomeçar, de libertar, ANUNCIAR…
Todos: Alegrem-se todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia! Aleluia! Uma feliz páscoa da ressurreição do amor a todos!!!!!!
Crianças: Senhor, Jesus, sabemos como é bom estar junto a Ti, experimentar deste amor tão puro… é enorme a felicidade de quem acredita no teu amor e se deixa tocar pela tua presença… Prometo prestar mais atenção na catequese, na santa missa e também nas minhas orações diárias.
(Postaremos mais fotos quando os outros grupos celebrarem com suas crianças.)

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Dinâmica - Aprendendo com Jesus no caminho de Emaús - A Escuta

Vimos que “o primeiro passo da pedagogia de Jesus é o encontro”. Jesus se aproxima e sem interrompê-los caminha com eles. Aproximar-se é dispor-se a conhecer e sentir de perto a necessidade do outro. Jesus vai ao encontro das pessoas, caminha com eles... Esta é a dica para o próximo passo.
Ao caminhar com eles, Jesus se interessa pela vida deles... A iniciativa é de Jesus. Ele não interrompe o assunto. Esta atitude de caminhar juntos, escutá-los e descobrir sua realidade valoriza a pessoa, cria um elo de amizade. Os Discípulos estavam decepcionados porque ainda não haviam compreendido a morte de cruz. Jesus quer ouvir as preocupações, angústias, decepções e esperanças. Este é o segundo passo: “A Escuta”.

Aprende-se muita com a escuta atenta. Isto na física chama-se “INFILTRAÇÃO” - (física). O líquido penetra no sólido pelos minúsculos poros sem ser notado. Quando menos se espera, o sólido está úmido. O mundo é assim também. O povo aprende sem saber de onde vem. Veja alguns exemplos de aprendizagem com a escuta para meditar:
- Infiltração de rua - as crianças têm contato com outras crianças que o único saber que têm é a luta pela sobrevivência, na qual, trazem muitas marcas dolorosas;
- Infiltração doméstica - os pais saem para trabalhar e a criança fica o dia inteiro com a empregada que muitas vezes, o meio de sobrevivência que teve, foi a prostituição e o seu vocabulário é inaceitável.
- Infiltração Televisual - o meio de entretenimento mais barato e a pior programação para uma criança é a Tv. Hoje, os recursos de informática estão até nos celulares e não precisa-se ser rico para possuir um
- Infiltração Educacional - O educador, quer sejam professores ou catequistas, precisam ser exemplos e dar testemunho da moral e do bem viver.
Por último e a mais importante
- Infiltração Familiar - Embora achem que não, a maioria dos pais é um péssimo exemplo para os filhos:
·O pai chega embriagado em casa, não quer escutar ninguém, xinga a mulher que retribui o insulto e logo estão trocando palavrões;
·O pai senta com os filhos na frente da tv e na primeira cena de nudez ele tenta ser engraçado dizendo: "Ô mulher! Não aquela peroba que eu tenho ali". Está mostrando para a filha o tipo de mulher ideal. Quando a filha anda seminua, ele quer mudar seus hábitos.
·O pai atrasa para o jantar, a mãe diz: Deve estar enchendo a cara nos bares, homem é tudo igual, só presta pra isso! O filho logo entende que todo homem deve dar mais valor aos amigos que a sua família.
Nós Catequistas precisamos escutar melhor os sinais dos Tempos. É Jesus quem nos ensina. Vejamos as atitudes de escuta de Deus:
Como é a escuta de Deus?
1.    Deus escuta a todos, mas sobre tudo os mais pobres e sofridos. Ex: Gn 21,17; Lc 5,12; Mc 10, 46; Ex 3, 7.
2.  É uma escuta atenta, qualificada. Ex.: Ex 3, 7, Mc 10, 46.
3. É uma escuta eficaz. O povo escravo conquista a liberdade. Ex: Ex.3,5-7; Lc 19,1.
4. A eficácia se traduz em vida plena. Mc 2, 12; 3, 17.
5. Cristo é escutador, o ouvinte permanente - servo. Fl 2,7; Hb l0, 7.
6. Ele procura os que estão precisando ser escutados: Emaús Lc 24, 15; Isabel Lc 1,36-46.
7. Inicia valorizando a pessoa. Lc 19, 5.
E você, qual é o seu modelo de escuta? Costuma parar para escutar o próximo? As vezes uma escuta atenta é mais confortante do que mil palavras ditas em hora errada.
Agora precisamos descobrir qual o próximo passo da Pedagogia catequética de Jesus? Qual a próxima atitude de Jesus?
Para responder leia Lc 24, 18.
Para participar basta visitar e curtir nossa Fan Page

ler as instruções contidas nos passos dos Discípulos de Emaus


 - A sua Participação é muito importante. Você pode também comentar qualquer uma das postagem dos discípulos de Emaús, no Blog ou na Fan page. - 

domingo, 5 de abril de 2015

Domingo da Ressurreição – Anuncia

1º Momento - O Pai bondoso acolhe seus filhos no colo  com Amor

Acolhida: Celebrar a Páscoa e fazer memória da paixão, morte e ressurreição de Cristo - é testemunhar nossa fé na vida, na vitória do bem. Por isso convidamos vocês para juntos entoarmos cantos alegres, celebrando a vitória do Salvador. Não é só celebrar, também somos convidados a testemunhar nossa fé por meio da prática do amor, da fraternidade, da solidariedade. Durante a quaresma fizemos um propósito de mudar de vida. Agora com a ressurreição de Cristo somos convidados  a dar um sentido novo a nossa vida, que seja marcada pelo otimismo, pela alegria, pelo compromisso de amor a Deus e aos irmãos.
Abertura: Hoje vamos dramatizar a ressurreição do Senhor. Precisamos de 2 Anjos, Jesus Cristo ressuscitado (vestido de branco), Maria Madalena e os dois discípulos. Panos brancos dobrados e colocados no pé do altar onde está o coração.
Oração Inicial: As crianças devem persignar-se com o auxílio dos catequistas.
Catequistas: Repitam comigo. Alegremo-nos todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia! Com esses sentimentos, queremos celebrar a nossa Páscoa. A nossa vida agora é só ALEGRIA. Vejamos as palavras chaves que já utilizamos:
Domingo de Páscoa                            
Para que a nossa ALEGRIA seja completa precisamos da última chave. Sabe quem vai nos dar a última chave? O Próprio Jesus.
Catequistas: Senhor nosso Deus, que pelo vosso Espírito ressuscitastes o vosso Filho, nós Vos pedimos: não deixeis de nos assistir com a força desse mesmo Espírito Santo, para que, ressuscitados como homens novos, saibamos testemunhar Cristo, vivo e atuante no mundo. Ele que é Deus convosco, na unidade do Espírito Santo.
Crianças:. Ó Deus de grande misericórdia e bondade infinita. Eis que hoje venho suplicar pela Vossa misericórdia as graças necessárias para mim e meus familiares: Jesus Ressuscitado rolai as pedras do meu caminho para que eu possa anunciar a BOA NOVA da vossa ressurreição. Amém.
Todos: Alegremo-nos todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia!

2º Momento – A Palavra de Deus é Luz para nós. Jo 20, 1-17..

Hoje a nossa leitura será dramatizada. Os Anjos ficam próximo ao coração. Jesus fica logo atrás para aparecer a Madalena. Madalena entra correndo enquanto é narrado o início (...) logo depois vem os dois discípulos. Os três se esbarram.
Narrador.: No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus bem de madrugada, quando ainda estava escuro. Ela viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo.  Então saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo que Jesus amava.
Madalena.: Tiraram do túmulo o Senhor, e não sabemos onde o colocaram.
(Maria sai para o lado e fica como que estivesse procurando alguma coisa. Enquanto é narrado os acontecimentos os discípulos vão fazendo os gestos. No começo de admiração e quando saírem devem sair alegres, dizendo: Ele ressuscitou!)
Narrador.:  Então Pedro e o outro discípulo saíram e foram ao túmulo.  Os dois corriam juntos. Mas o outro discípulo correu mais depressa do que Pedro, e chegou primeiro ao túmulo.  Inclinando-se, viu os panos de linho no chão, mas não entrou. Então Pedro, que vinha correndo atrás, chegou também e entrou no túmulo. Viu os panos de linho estendidos no chão  e o sudário que tinha sido usado para cobrir a cabeça de Jesus. Mas o sudário não estava com os panos de linho no chão; estava enrolado num lugar à parte. Então o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo, entrou também. Ele viu e acreditou.  De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura que diz: “Ele deve ressuscitar dos mortos.” Os discípulos, então, voltaram para casa.
(Maria volta para perto do túmulo chorando e quando Jesus fala ela se ajoelha e quando disser Mestre faz gestos de tocar nos pés de Jesus)
Narrador.:  Maria tinha ficado fora, chorando junto ao túmulo. Enquanto ainda chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo.  Viu então dois anjos vestidos de branco, sentados onde o corpo de Jesus tinha sido colocado, um na cabeceira e outro nos pés. 
Jesus.:  Mulher, por que você está chorando?
Madalena.: Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o colocaram.
Narrador.:  Maria virou-se e viu Jesus de pé; mas não sabia que era Jesus.
Jesus.: Mulher, por que você está chorando? Quem é que você está procurando?
Madalena.: Se foi o senhor que levou Jesus, diga-me onde o colocou, e eu irei buscá-lo.
 Jesus.: Maria.
Madalena.: Mestre.
Jesus.: Não me segure, porque ainda não voltei para o Pai. Mas vá ANUNCIAR aos meus irmãos: ‘Subo para junto do meu Pai, que é Pai de vocês, do meu Deus, que é o Deus de vocês.

3º Momento – Abertura da Porta

(Dar um cartão com a palavra chave  para uma criança colocar na porta de letra igual a inicial do nome na chave. Na chave, além da palavra tem também um pequeno texto que deve ser lido pelo catequista).
Catequistas: Eis a palavra chave: Jesus dá uma ordem a Maria Madalena. O que ele Mandou que ela fizesse? Vá ANUNCIAR ! Então vamos pedir que Maria Madalena abra a última porta do Coração de Jesus!
(Madalena coloca a chave na última porta e abre o coração, retira com cuidado o Evangelho que está dentro do coração e fala bem alto)
Madalena.: Alegria! Alegria! Alegrem-se todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia! Aleluia!

4º Momento – Compromisso de um verdadeiro discípulo

Catequistas: A maior alegria do Discípulo é ver a ressurreição do Mestre. Hoje nos regozijamos de Alegria pela Ressurreição de Jesus, pois ELE prometeu que também ressuscitaríamos com ELE se acreditássemos.
Crianças:. Ó que alegria! Hoje é o dia. Dia de meditar, de buscar, de agradecer, de plantar a paz. Dia de oração!!! De abrir as mãos, de abrir os braços e abraçar o irmão. Dia de recomeçar, de libertar, ANUNCIAR…
Todos: Alegrem-se todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia! Aleluia! Uma feliz páscoa da ressurreição do amor a todos!!!!!!
Desafio para a semana: Anunciar a ressurreição de Jesus e  a alegria do Evangelho a todos que você encontrar.
Tarefas: Faça uma entrevista com os seus professores e outra com seus pais. O que é Páscoa e quais são os seus símbolos? Escreva em seu caderno e apresente no próximo encontro.
Desafio para a vida: Para ser discípulo de Jesus, esta páscoa precisa ser renovada todos os domingos que é o dia em que o Senhor Ressuscitou.
As fotos postaremos no próximo Domingo.

sábado, 4 de abril de 2015

Dinâmica - Aprendendo com Jesus no caminho de Emaús - O Encontro

O primeiro passo é aproximar-se, caminhar junto. Todo encontro, em qualquer circunstância, deve partir da VIDA para chegar a mais VIDA com novos compromissos e novas atitudes...
O texto começa com as palavras “nesse mesmo dia”. Para nós está claro que é o primeiro dia da ressurreição de Jesus. Para os dois discípulos era simplesmente o terceiro dia da morte de Jesus! Dia de desânimo, de tristeza. E sabemos disto porque o bom judeu não podia caminhar mais do que um quilômetro no dia de sábado. O domingo foi a primeira oportunidade de sair de Jerusalém, e eles aproveitaram. A cena começa com a desintegração da comunidade cristã. Tudo acabou, a comunidade se dispersa, não há nem alegria nem esperança.
Sabemos que eram dois discípulos e um se chamava Cléofas. E o outro? Talvez o evangelista quisera apresentar o rosto de tantos anônimos, desconhecidos para na sociedade, vivendo a margem e fugindo da realidade.
De repente, no caminho surge Jesus, sem que seja reconhecido. Ele se aproxima e caminha com os dois. Este caminho representa a nossa dificuldade em ver, em reconhecer Jesus. Hoje, sabemos pelos Evangelhos e ainda continuamos cegos, sem reconhecer Jesus no meio das preocupações e dos sofrimentos da vida. O mundo foi feito pelo verbo fazer: “Faça-se”. O Mistério da encarnação foi do mesmo jeito: “Faça-se em mim”. Vejam que Jesus usa também o verbo. Segundo São Lucas Jesus “aproximou-se”, “caminhou com eles”. Eis o primeiro passo da pedagogia de Jesus.

O primeiro passo é aproximar-se, caminhar junto. Quantas vezes isso falta em nossos grupos, nossas comunidades - não nos aproximamos uns aos outros, mantemos distância! Não caminhamos juntos, queremos dar soluções sem conhecer a realidade dos nossos irmãos e irmãs! Por isso mesmo, muitas vezes não tem efeito nossa maneira de Evangelizar.

Aqui encontramos também o primeiro passo da revelação evangelizadora. Jesus irá se revelar na vida dos discípulos. É na nossa vida que Jesus quer se revelar.



E agora? Qual será o segundo passo da Pedagogia catequética de Jesus? Qual a próxima atitude de Jesus?
Para responder leia Lc 24, 16-17. Semana que vem continuaremos a nossa meditação.
Visite-nos no Facebook e  curta nossa Fan Page
Você pode também comentar qualquer uma das postagem dos discípulos de Emaús, no Blog ou na Fan page.

Dinâmica - Aprendendo com Jesus no caminho de Emaús - Discípulo ou Apóstolo


Para meditarmos na nossa maneira de catequizar, estamos preparando uma dinâmica que pode ser considerada também uma Leitura Orante da Palavra de Deus. É a leitura orante da passagem: Os Discípulos de Emaús. Não vamos fazer apenas uma leitura orante, mas pontuar os passos que Jesus ensinou aos discípulos na hora em que eles mais precisavam. São sete passos e queremos a participação de todo mundo que quiser contribuir. Prometemos publicar tudo que nossos visitantes contribuírem para enriquecer nossa dinâmica.  Só não publicaremos críticas abusivas. Iremos dar pistas para os passos e vocês dinamizarão e dirão como deve agir um verdadeiro catequista, Discípulo do Senhor. Contamos com sua atuação na construção de nossa dinâmica. Pedimos que todos se identifiquem para conhecermos os contribuintes e sabermos como está a nossa interação. Esta dinâmica já fizemos em 2013 na semana catequética da Paróquia do Ipu.



Primeiro vamos identificar: QUAL A DIFERENÇA ENTRE APÓSTOLO E DISCÍPULO?

Discípulos

Discípulo é aquele que aprende com um mestre, ou o que segue os princípios desse mestre, como por exemplo os discípulos de Moisés (Jo 9.28), ou de João Batista (Mt 9.14), ou de Jesus (Mt 22.16) - mas de um modo mais exato se dá a qualidade de discípulo, àquele que segue um mestre.



Apóstolo

Apóstolo significa um ‘mensageiro’ especial: literalmente significa ‘enviado’, que sugere a ideia de que esse mensageiro representa a pessoa que o envia para alguma missão, como um procurador, delegado, embaixador, ou algo desse tipo. Por exemplo, no Novo Testamento, nos Evangelhos de S. Lucas ele fala que o nome apóstolos foi dado aos doze por Jesus (6.13) aos seus missionários, e em mais quatro outras oportunidades, Lucas emprega essa designação a respeito dos discípulos (9.10, 17.5, 22.14, 24.10).



Em cada um dos outros Evangelhos a designação de Apóstolo aparece apenas uma vez (Mt 10.2 - Mc 6.30 - Jo 13.16).

Podemos então definir Apóstolos como os Padres e Bispos e Discípulos como todos os seguidores de Jesus, que não são os batizados, mas os batizados que assumiram a missão de serem profetas, sacerdotes e reis. Ou seja, os batizados que estão a serviço de sua igreja, fundada por Jesus Cristo. A pesar  de sabermos que o batismo nos torna discípulos, conforme está escrito em Mt 28, 18-20





A nossa dinâmica terá 4 ciclos que são os Ciclos da Evangelização feita por Jesus. Os quatros ciclos terão 7 passos. A dinâmica só terá valor se vc acompanhar todos os passos. Compartilhe, comente, participe.

Agora leia: Evangelho de São lucas 24, 1-15
Alguns questionamentos para você responder:

- No primeiro dia... Que dia seria este?

- O que aconteceu de extraordinário neste dia?

- Quem são os personagens que aparece neste relato?

- Para quem foi contado o grande acontecimento?

- Quem eram os discípulos?

- Como foi a abordagem de Jesus?

Qual o primeiro passo da Pedagogia Catequética de Jesus e qual o primeiro ciclo da Revelação Evangelizadora?


Não se esqueça de fazer o seu comentário sobre os passos, tanto da pedagogia catequética, como da evangelização.
O primeiro passo é aproximar-se, caminhar junto. Quantas vezes isso falta em nossos grupos, nossas comunidades - não nos aproximamos uns aos outros, mantemos distância! Não caminhamos juntos, queremos dar soluções sem conhecer a realidade dos nossos irmãos e irmãs! Por isso mesmo, muitas vezes não tem efeito nossa maneira de Evangelizar. Leia mais...
Dinâmica - Aprendendo com Jesus no caminho de Emaús - O Encontro


Continuamos no próximo domingo. Aguardo a sua participação.



sexta-feira, 27 de março de 2015

Dinâmica Pascal – Domingo de Ramos – Imitar

Preparando o Ambiente – O Coração de Jesus, desenhado no isopor deve estar em lugar de destaque. Coloque uma vela ou círio, acesa, próximo ao coração. Prepare as sete chaves antecipadamente.

1º Momento - O Pai bondoso acolhe seus filhos no colo com Amor


Acolhida: Depois destas 5 semanas maravilhosas em que fomos recriados, morreu o velho que existia em nós e agora, renovados no Espírito Santo de Deus, vamos fazer o mesmo percurso que Jesus fez. Entrar de modo triunfante como Rei, aclamado pelo povo, para depois percorrer a via dolorosa do Tríduo Pascal: Paixão Morte e Ressuscitar com Cristo, nascendo uma nova pessoa.
Abertura: As crianças de hoje não sabem mais brincar. Mas, se concordarem, faça um jumentinho de brinquedo (um cabo de vassoura, garrafa pet e criatividade).   Se tiver muitas crianças como na catequese Medalha Milagrosa no Patronato Sousa Carvalho, os personagens são: Jesus e os doze discípulos, dois fariseus.
Oração Inicial: As crianças devem persignar-se com o auxílio dos catequistas.
Catequistas: Sejam todos bem vindos-(as). Nosso momento de oração terá dois momentos diferentes dos que tivemos nas últimas semanas. Agora na acolhida, vamos meditar a Unção de Jesus.
Catequistas: Hoje teremos dois grandes exemplos para imitarmos: Maria, que reservou o que tinha de melhor para Jesus, e o próprio Jesus, modelo de humanidade a ser seguido.

A Palavra de Deus é Luz para nós. Jo 12,1-8.

(Leitura orante) Jesus foi para a casa de quem? O que Maria fez de extraordinário? Por que ela fez isto? O que os discípulos disseram? O que Jesus respondeu? Por que Jesus disse que não se preocupassem com  os pobres? Porque naquele momento o importante era preparar Jesus para sua Paixão. O que Jesus queria dizer é que depois que Ele morresse teriam muitos pobres para socorrer.




Meditação: A leitura que escolhemos diverge das leituras dos outros Evangelhos: Mateus e Marcos: uma mulher / Lucas: a pecadora. / João: Maria. Para nós o que interessa é como a mulher agiu com Jesus. Maria se sentia tão amada por Jesus que separou o melhor que tinha para dar a Jesus. A Unção é uma benção, geralmente feita com óleo aromático, próprio para benção. No AT Deus mandava ungir apenas reis, profetas e sacerdotes como símbolo da presença do Espírito Santo. Jesus Cristo escolhe maneiras tão simples de fazer a vontade de Deus! Enquanto os outros querem ser revestidos de poder para serem ungidos, Jesus mostra que todo poder estar na simplicidade do agir. No Evangelho de Mc 14, 8-9 Jesus diz: “Ela fez o que podia: derramou perfume em meu corpo, preparando-o para a sepultura. Eu garanto a vocês: por toda a parte, onde a Boa Notícia for pregada, também contarão o que ela fez, e ela será lembrada”. Aquele que age sem pensar em recompensa, Jesus será a recompensa. Precisamos aprender a IMITAR os gestos simples do Evangelho.
Crianças: Senhor Jesus, dá-nos um coração um coração simples e humilde, para que nossas ações sejam tão sinceras quanto a unção feita por Maria.
Catequistas: Senhor  Jesus tenha compaixão de nós,
Crianças: Porque somos pecadores
Catequistas: Por ser puro amor sede misericordioso para conosco.
Crianças: E dai-nos a vossa salvação
Catequistas: Por ser Filho de Deus perdoe os nossos pecados
Crianças: E nos conduza a vida eterna. Amém

2º Momento – A Palavra de Deus é Luz para nós. Lc 19,35-39.

Hoje a nossa leitura será dramatizada. Os fariseus ficam próximo ao coração. Os discípulos vem com Jesus montado em um jumentinho e a multidão grita:
Narrador: Então levaram o jumentinho a Jesus. Colocaram os próprios mantos sobre o jumentinho e fizeram Jesus montar. Enquanto caminhavam, as pessoas estendiam os próprios mantos pelo caminho. Quando Jesus estava junto à descida do monte das Oliveiras, toda a multidão de discípulos começaram, alegres, a louvar a Deus em voz alta, por todos os milagres que tinham visto. Lado direito: «Bendito seja aquele que vem como Rei, em nome do Senhor!”.
Lado esquerdo: “Paz no céu e glória no mais alto do céu.»
Narrador: No meio da multidão, alguns fariseus disseram a Jesus:
Fariseus: «Mestre, manda que teus discípulos se calem.
Jesus: «Eu digo a vocês: se eles se calarem, as pedras gritarão.
Palavra da Salvação.

 Momento de oração e meditação: Vem, Senhor Jesus! Contigo, abro o meu coração aos que vivem comigo! Procuro olhar com olhos novos para tudo o que se passa à minha volta. Por isso, quero acolher-Te todos os dias.
Vem, Senhor Jesus! Contigo, quero transformar as minhas dificuldades e instabilidades em gesto de humildade, perdão e paz.
Vem, Senhor Jesus! Contigo, encontro as palavras ideais e me dou conta da que nem sempre penso antes de falar. Por isso, que as minhas palavras sejam sinais da bondade.
Senhor Jesus, Rei do Universo, sinto-me feliz Contigo, quero acolher-Te todos os dias,
E todos os dias Contigo desejo viver. Por isso digo:
«Hossana ao Filho de David! Bendito O que vem em nome do Senhor!

3º Momento – Abertura da Porta

(Dar um cartão com a palavra chave  para uma criança colocar na porta de letra igual a inicial do nome na chave. Na chave, além da palavra tem também um pequeno texto que deve ser lido pelo catequista).

 Catequistas: Crianças, hoje somos convidados a IMITAR Maria, dando o melhor de nós para Jesus. Mas, durante esta semana tem muito mais coisas bonitas que devemos imitar. O nosso compromisso cristão será fazer desta semana um momento santo de encontro com Jesus. Agora quero lembrar-lhes uma frase que será o ponto central da quinta feira Santa. Dei-vos um exemplo para que, como Eu vos fiz, também vós o façais. Jo 13, 15. Sejamos IMITADORES de Cristo. Qual  é a palavra chave?
“Senhor Jesus, durante a Tua vida terrena, acolhias, curavas, partilhavas, perdoavas, encorajavas e aconselhavas. Tu amaste e amas infinitamente e até ao fim os teus que estão neste mundo. Tu que dás tudo e tudo partilhas, partilhaste com os discípulos a tua última refeição. Levaste-lhes os pés, em sinal de serviço e amizade. Realizaste uma nova aliança de amor entre Deus e os homens. Os discípulos de hoje somos nós, sou eu! Hoje é a mim que diriges todos os teus gestos de amor, é comigo que partilhas a tua refeição. Que eu saiba IMITAR todos os teus gestos de Amor”.

4º Momento – Compromisso de um verdadeiro discípulo

Catequistas: Acredite. Esta é a mais santa de todas a semanas do ano litúrgico. O verdadeiro discípulo vai fazer todo possível para estar a todos os momentos ao lado de Jesus. O seu compromisso será com a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo. Na Paixão, todos os discípulos o abandonaram. Até mesmo Pedro que tentou ser forte o negou. Não vamos cometer o mesmo erro.

Desafio para a semana: Domingo de Ramos – Procissão de ramos. Cada criança deve trazer um ramo bento, uma palinha de palmeira e colocar fazer um leque para colocar atrás do coração da dinâmica.
Quinta Feira santa participar da missa do Lava-pés e instituição da Eucaristia e o Sacerdócio ministerial.   Nessa celebração também se recorda o mandamento novo que Jesus deixou: “Eu vos dou um novo mandamento, que vos ameis uns aos outros assim como Eu vos amei.” Comungar o corpo e sangue de Cristo na Eucaristia implica a vivência do amor fraterno e do serviço. Essa é a lição da celebração. Depois da Celebração é feita a transladação do Santíssimo para uma capelinha que servira de horto para a Adoração.
Sexta Feira Santa A Igreja contempla o mistério do grande amor de Deus pelos homens. Ela se recolhe no silêncio, na oração e na escuta da palavra divina, procurando entender o significado profundo da morte do Senhor. Neste dia não há missa. A Igreja se recolhe em Adoração ao Santíssimo Sacramento no Horto da nossa vida. A igreja pede que cada cristão fique pelo menos uma hora em reparação àquela hora em que os discípulos não conseguiram vigiar e acabaram dormindo enquanto Jesus orava. A tarde acontece a Celebração da Paixão e Morte de Jesus, com a proclamação da Palavra, a oração universal, a adoração da cruz e a distribuição da Sagrada Comunhão.
Nesse dia a Igreja pede o sacrifício do jejum e da abstinência de carne, como ato de homenagem e gratidão a Cristo, para ajudar-nos a viver mais intensamente esse mistério, e como gesto de solidariedade com tantos irmãos que não têm o necessário para viver. Você é criança, mas poderá fazer um jejum de certas brincadeiras como videogames, pega-pega, pic-esconde ou outras...
Sábado Santo é dia de “luto”, de silêncio e de oração. A Igreja permanece junto ao sepulcro, meditando no mistério da morte do Senhor e na expectativa de sua ressurreição. Durante o dia não nem uma celebração litúrgica e também não haverá catequese. A noite a vigília até a Ressurreição. Nesta noite é que acontece os batizados dos catecúmenos.
Tarefas: Participe destas celebrações e escreva no seu caderno uma frase, passagem bíblica ou um texto dizendo o que você achou de cada momento. Separe todos os momentos como no texto acima.

Desafio para a vida: Para ser um discípulo de Jesus basta IMITÁ-LO. Fizemos todo este sacrifício para ressuscitarmos com Ele no domingo de Páscoa. Vamos manter o nosso propósito.