sábado, 21 de fevereiro de 2015

Dinâmica Pascal – I Domingo da Quaresma - Arrepender


Preparando o Ambiente – O Coração de Jesus, desenhado no isopor deve estar em lugar de destaque. Coloque uma vela ou círio, acesa, próximo ao coração. Prepare as sete chaves antecipadamente. Na catequese “Medalha Milagrosa” que acontece no Patronato, o coração será colocado nos pés da Imagem de Nossa Senhora. Esta celebração deve ser feita no local de oração da catequese. Para você saber mais sobre a dinâmica acesse aqui: Dinâmica Pascal – 1º Parte - A alegria de voltar à casa do Pai

1º Momento - Acolhida

Acolhida:  Deus fez um mundo perfeito e completo para que o homem fosse feliz (homem e mulher). O diabo com inveja do amor de Deus pela sua criação, seduziu o homem a se afastar do seu Criador, fazendo com ele pecasse.  Antes o homem só conhecia o bem. O diabo mentiu dizendo que o homem seria tão sábio quanto a Deus. O homem experimentou do pecado e se afastou de Deus. Ainda hoje o homem vive distante de Deus por causa do pecado. Deus é puro Amor e Santidade. Ele é o Santo dos santos. Se alguém quiser Deus no seu coração, na sua vida, precisa reconhecer os seus erros e voltar para Deus. Hoje vamos reconhecer as nossas culpas, se arrepender de ter pecado e pedir perdão.
Explicar o motivo da Dinâmica e seus significados (Dinâmica Pascal – 1º Parte - A alegria de voltar à casa do Pai). O nosso coração vive coladinho ao coração de Jesus. A porta que abre o nosso coração é a mesma que abre o de Jesus. Quando abrimos a porta para Jesus, saímos do pecado e entramos na santidade.

Abertura: Três crianças entram com três velas acesas, uma atrás da outra (diga para elas segurarem com as duas mãos e não soltar por nada). Quatro crianças ficarão uma com a frente para a outra, a um metro de distância do coração ( a missão delas é apagar as velas para que não cheguem acesas). As crianças com as velas apagadas devem se ajoelhar diante do coração e levanta-la bem alto. Após a leitura do Evangelho uma oitava criança, vestida de Anjo com uma vela na mão deve acende-la no círio ou vela e acender as velas das crianças. Ao ser acesa a sua vela, a criança se levantará sorrindo e ficará de pé.
Oração Inicial: As crianças devem persignar-se com o auxílio dos catequistas.
Catequistas: Sejam todos bem vindos-(as). As pessoas cometem erros todos os dias e isto acontece por serem egoísta e não quererem admitir seus erros. O cristão, discípulo de Jesus não age assim. Todos são sujeitos ao erro por causa da desobediência. Quando o verdadeiro cristão descobre que errou, reconhece o erro, ARREPENDE-SE de ter errado, se afastado de Deus e pede perdão:
Crianças: Senhor Jesus, perdoa pelas vezes em que não buscamos a sua palavra, não confiamos plenamente em Ti e não aceitamos todas as coisas da vida com alegria.
Catequistas: Errar é humano, mas persistir no erro é pecado. Não devemos fazer coisas que sabemos ser errado, porem pior do que errar é não reconhecer o erro. Aquele que não se arrepende de ter errado é egoísta e orgulhoso. Quem não admite ter errado é vaidoso porque acha que só ele é certinho e presunçoso porque não quer ajuda.  Pessoas assim cometem um dos 7 pecados capitais chamado soberba.
Crianças: Senhor Jesus, perdoa-nos as vezes em que agimos com arrogância buscando fazer só a nossa vontade. Agindo assim nos afastamos do Senhor e de todas as pessoas que amamos.
Catequistas: Sempre existe dois caminhos: o bem e o mau, o certo e o errado, o claro e o escuro, o santo e o pecador, os anjos e o satanás, a presença de Deus e a ausência de Deus. Os anjos aproximam as pessoas de Deus e o satanás afasta. Quem ensina o que é bom é um anjo e que ensina o que não presta é um satanás (tentador).
Crianças: Senhor Jesus, perdoa pelas vezes em que nos deixamos levar pelas pessoas que nos ensinam coisas erradas e fingimos não ouvir aquelas que nos ensinam o bem. Agindo assim não fazemos a sua vontade.
Catequistas: Senhor  Jesus tenha compaixão de nós,
Crianças: Porque somos pecadores
Catequistas: Por ser puro amor sede misericordioso para conosco.
Crianças: E dai-nos a vossa salvação
Catequistas: Por ser Filho de Deus perdoe os nossos pecados
Crianças: E nos conduza a vida eterna. Amém

2º Momento – A Palavra de Deus é Luz para nós. Mt 4, 1-11

Após a leitura todos rezam esta oração e o anjo acende as velas das crianças que permanecerão ali.
Crianças: Meu, Deus, eu confio em Ti, não me deixes ficar desorientado,
Nem deixes que as coisas más aconteçam na minha vida…
Eu sei que todos aqueles que confiam em Ti nunca ficarão desiludidos.

(Leitura orante)  Quem levou Jesus para o deserto? Quanto tempo Jesus ficou lá? No meio da fome, sequidão do deserto, sede, quem apareceu? O que Satanás fez? Jesus aceitou a tentação? Quais foram as tentações? O que disse Jesus? Depois que o diabo deixou Jesus, quem veio servi-lo?

Meditação: Todos os dias somos tentados a viver de luxo e prazer. Precisamos aprender a viver de acordo com o Evangelho. Tem algumas coisas que foram feitas para o bem estar das pessoas, mas precisamos resistir a tentação de viver distante de Deus para não perdermos a salvação. Na dinâmica, as crianças que apagarão as velas estão representando a tentação do mundo que apaga as nossas luzes e não fazemos nada para resistir.  A maneira correta de resistirmos a tentação é se ARREPENDER de ter pecado e buscar viver de acordo com a Palavra de Deus. A criança vestida de anjo, que acende as velas, representa a Igreja do Senhor e todos os seus discípulos que estão sempre prontos para ajudar alguém a seguir Jesus. Jesus é Luz e quem o segue não anda nas trevas.

3º Momento – Abertura da Porta

Catequistas: Para que Jesus nos perdoe precisamos abrir a porta do nosso coração e do coração de Jesus. São sete portas, cada uma tem uma letra que forma a palavra ALEGRIA. Cada letra é uma palavra chave.  A primeira letra da Chave é um A. Foi dito que a maneira correta de resistirmos ao pecado é o ARREPENDIMENTO de ter pecado. Qual é a chave? ARREPENDER. (Dar um cartão com a palavra chave  para uma criança colocar na porta de letra igual a inicial do nome na chave. Na chave, além da palavra tem também um pequeno texto que deve ser lido catequista).
Deus nunca se cansa de perdoar, porque ELE é puro amor. Jesus, Aquele que nos convidou a perdoar setenta vezes sete” dá-nos o exemplo: É perdoando que somos perdoados. Para ser um discípulo de Jesus perdoe sempre; desculpe os erros dos outros; procure entende-los; nunca maltrate ninguém; lembre-se, que estes pecados você também comete. se não conseguir, ARREPENDA-SE de ter pecado e volte para os braços do Pai.

4º Momento – Compromisso de um verdadeiro discípulo

Agora que estamos ARREPENDIDOS de ter pecado e se afastado de Deus, precisamos saber que o Senhor nos ama infinitamente e vai nos perdoar sempre que nos ARREPENDERMOS de ter pecado. Crentes no amor de Deus, vamos assumir o compromisso de acolher melhor as pessoas, respeitar os mais velhos, educadores e idosos, não discutir em vão e perdoar os erros dos outros.
Rezemos juntos: Senhor jesus, obrigado, porque me perdoas sempre. Porque me convidas a ARREPENDER, a voltar para ti o coração.  Bem sabes que sozinho não sou capaz de viver ao teu jeito, de perdoar como perdoas, de fazer o bem a toda a gente. Peço-te, que durante este tempo de quaresma, me ajudes a compreender que quando vivo como Tu desejas e rezo, converso contigo, as coisas correm bem melhor sinto mais força e nunca me sinto só. Obrigado por estes anjos que colocastes em minha vida, meus pais, meus educadores e outros que me aconselham para o bem. Amém.
Rezar a oração da Campanha da Fraternidade.
Estaremos publicando fotos nestas dinâmicas depois que fizermos a dinâmica na nossa catequese. Aguardem.