sexta-feira, 19 de outubro de 2012

UM CREDO PARA MINHAS RELAÇÕES COM OS OUTROS

Objetivo
1. Estimular uma reflexão sobre a maneira com que cada um se relaciona com os demais (Principalmente com os catequizandos e seus familiares).
2. Desenvolver a noção de que toda pessoa pode aprender a enfrentar conflitos de relacionamento.

Desenvolvimento
Providenciar cópias para todos; dividir o grupo em dois grupos; rezar o credo bem compassado e com intervalos entre um parágrafo e outro para dar tempo de meditar o texto.
O Credo do Bom relacionamento

G l - Você e eu temos uma relação que valorizo e desejo conservar.

G2 - Cada um de nós é uma pessoa à parte, com necessidades particulares e com o direito de satisfazer essas necessidades.

G1 - Quando você estiver com dificuldades em satisfazer suas necessidades, procurarei escutar você com aceitação verdadeira para facilitar que encontre uma solução, em vez de depender das minhas.


G2- Também respeitarei seu direito de escolher as próprias crenças e de desenvolver os próprios valores, mesmo que sejam diferentes dos meus.

G1- No entanto, quando seu comportamento interferir com aquilo que eu preciso fazer para satisfazer minhas próprias necessidades, aberta e honestamente eu direi de que forma estou sendo afetado, confiando que você respeitará meus sentimentos o suficiente para procurar modificar aquele comportamento que é inaceitável para mim.

G2- Do mesmo modo, quando algum comportamento meu for inaceitável para você, espero que, aberta e honestamente, você me fale sobre os seus sentimentos; irei escutar e garanto que procurarei modificar aquele comportamento.


G1- Quando houver momentos em que nenhum dos dois puder modificar um comportamento seu para satisfazer as necessidades do outro, reconheceremos que temos um conflito de necessidades que precisa ser solucionado.

TODOS. Vamos nos comprometer, então, a resolver esse conflito, sem que nenhum dos dois precise recorrer ao uso do poder ou da autoridade para procurar ganhar enquanto o outro perde. Respeito suas necessidades, mas também respeito as minhas. Assim, esforcemo-nos sempre para buscar uma solução que seja aceitável para ambos. Suas necessidades serão satisfeitas, mas também o serão as minhas. Ninguém perderá. Ganharemos os dois. Dessa maneira, podemos continuar a nos desenvolver como pessoas. E assim teremos uma relação saudável, através da qual cada um de nós procurará converter-se em tudo aquilo que é capaz de ser, e poderemos continuar a nos relacionar com mútuo respeito, amor e paz.

(texto de Thomas Gordon)


Promover um debate em pequenos grupos sobre cada parte do credo. Expor as respostas em Assembléia