domingo, 22 de agosto de 2010

Dinâmica de oração e acolhida - Desatar os nós

Objetivo: Esta dinâmica propõe uma maior interação entre os participantes e proporciona observar-se a capacidade de improviso e socialização, dinamismo, paciência e liderança dos integrantes do grupo. Pode-ser aproveitada também para oração.

Faz-se um círculo de mãos dadas com todos os participantes da dinâmica. Se o grupo for grande, dividir em subgrupos, de preferência que não ultrapasse 15 pessoas.

O Assessor deve pedir um voluntário e colocá-lo a parte, dois voluntários para ficarem de mãos dadas, aos demais devem gravar exatamente a pessoa que está segurando a mão direita e a mão esquerda. Todos devem fazer o que o coordenador pedir.

Em seguida pede que todos larguem as mãos e caminhem aleatoriamente, passando uns pelos outros olhando nos olhos e cumprimentando. (para que se despreocupem com a posição original em que se encontravam). Ao sinal, o Assessor pede que todos se dirijam para o centro e vão se abraçando até todos estarem em um só abraço, bem apertadinhos. Então, pede que todos se mantenham nesta posição como estátuas, e em seguida dêem as mãos para as respectivas pessoas que estavam de mãos dadas anteriormente (sem sair do lugar).

Então pedem para que todos, juntos, tentem abrir a roda, de maneira que valha como regras: Pular, passar por baixo, girar e saltar, só não vale soltar as mãos.

O efeito é que todos, juntos, vão tentar fazer o melhor para que esta roda fique totalmente aberta.
Ao final, pode ser que alguém fique de costas, o que não é uma contra-regra. O Assessor parabeniza a todos e convida para reflexão sobre as dificuldades, o que levou o grupo a conseguir concluir a tarefa, como os solitários se sentiram, convida-os a participarem de uma das rodas e convida a todos para a oração!